quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Assembleia Paroquial dar inicio as atividades em Paragominas-PA

Inicio de Ano, é momento de preparação para o cumprimento dos ofício designado por Jesus Cristo na missão para anunciarmos Seus Evangelho.


E Neste final de semana, as três Paróquias de Paragominas, Sagrado Coração de Jesus, São José e Santa Terezinha do Menino Jesus, simultaneamente realizaram suas Assembleias Paroquiais junto com as pastorais, movimentos, religiosos e o clero.
Paroquia Santa Terezinha do Menino Jesus
De modo especial a Paroquia Santa Terezinha do Menino Jesus, teve sua agenda de dois dias 21 e 22, com toda uma programação.
 Um café comunitário foi que abriu este primeiro dia de trabalho. E logo depois continuou com uma celebração com todos os paroquianos. Logo depois participaram atentamente de uma primeira formação ministrada pelo o Pároco Pe. Edson Lobo, sobre a Paróquia, sua importância, seus trabalhos e como deve se organizar. O momento seguinte, foi com a participação do Pe. Mairon Christyan, que fez uma apresentação da Campanha da Fraternidade que traz como proposta discutir os biomas brasileiros.

Expressão da Paroquiana
A Pastoral Catequética abriu este espaço disponibilizado as pastorais, movimentos e comunidades, de explanarem seus trabalhos, sua missão, o que tem desenvolvidos no ano de 2016, as dificuldades e desafios, e as proposta para 2017. A Renovação Carismática Católica RCC, o Apostolado da Oração, a Pastoral da Criança, a Pastoral da Juventude PJ, a Cáritas, a Pastoral Familiar, o Terço dos Homens, o Terço das Mulheres, Semente do Verbo, todas as comunidades rurais e urbanas que se faziam presente.
O segundo dia iniciou com a missa na Comunidade nossa Senhora de Nazaré, e logo depois os trabalhos deram continuidades, com uma formação ministrada pelo Pe. Edson sobre o Evangelho Mateus. Em seguida abriu novamente o espaço para os paroquianos continuarem falando.


Cáritas Paragominas
A Cáritas Paragominas, em sua fala apresentou sua missão, quanto ao Anuncio do Evangelho de Jesus Cristo, com olhar em especial aos excluídos. Também apresentou sua equipe disponível, sua metodologia de trabalho, o que foi desenvolvido em 2016 e as proposta para 2017, bem como suas dificuldades desafios.

Ao final das atividades o Pe. Edson apresentou um pouco do planejamento paroquial a ser trabalhado no ano de 2017, encerrando as atividades com um almoço com todos que estavam presentes.


 

 

 



sexta-feira, 11 de março de 2016

CÁRITAS REGIONAL N2 REALIZA PMAS COM ENTIDADES MEMBROS.

   Nos dias 11 e 12 deste mês a Cáritas Regional Norte 2, reuniu com as entidades membro, na cede da CNBB em Belém do Pará, para fazerem seu PMAS, (Planejamento Monitoramento Avaliação e Sistematização).


    O encontro é um momento de reunir com as entidades membros da Cáritas regional N2, para rever suas ações no semestre anterior, fazendo um balanço das atividades a partir das realidades de suas bases se construir um planejamento para os próximos semestre.

   Na manhã desta sexta feira começou as 8:30h  com a vivencia da mística, com gestos simbólicos de partilha e reflexão, por meio do evangelho de Mateus 9; de purificação com a água, um ato de purificação; de compromisso na troca do anel de tucum;  de debate, com a contribuição do professor Manuel Morais, da Universidade do Estado do Pará (UEPA) que fez uma análise de conjuntura contextualizando os problemas sociais originários da sociedade capitalista em que vivemos, centrada na logica do consumismo. E que enquanto agentes cáritas é preciso um senso crítico do ponto da teologia da libertação; Compreender nossa base e viver a nossa verdadeira mística como elemento de formação do ser;

    Na parte da tarde as caritas membros apresentaram um pouco dos resultados dos trabalhos realizados em suas bases, de forma uma verdadeira e rica troca de experiência partilhada com os que se fazia presente e em seguida o Jaime da Caritas Nacional fez uma fala fazendo um resgate dos avanços que o regional teve nos últimos quatros anos.






quarta-feira, 9 de março de 2016

Formação para Coordenadores da PJ de Mãe do Rio-PA




Neste Domingo dia seis de março, o agente Cáritas Eduano Santos esteve em Mãe do Rio ministrando uma formação para coordenadores de grupos de base da Pastoral da Juventude. O encontro aconteceu no Centro Pastoral Padre Marino Conte, da paroquia São Francisco de Assis em Mãe do Rio-PA, e estiveram presente dezoito jovens da Pastoral da Juventude do município e também de Aurora do Pará.
 
A formação tinha por finalidade trabalhar sobre a identidade da Pastoral da Juventude, onde o assessor falou de como se dá a composição de um grupo de jovens, permitindo entender como os jovens se inserem nos grupos e qual o papel da coordenação.
Em seguida foi feito uma contextualização do histórico da Pastoral da Juventude desde seu surgimento e onde está fundamentada, elencando os momentos que marcaram a história de evangelização da PJ no Brasil.
O encontro encerrou com uma oração coletiva, onde os jovens expressaram seus sentimentos do que levam de aprendizagem para si.











Via Sacra em Santana do Rio Capim
Após o almoço, a convite do grupo teatral Yara Produções de Mãe do Rio do Pará, que tradicionalmente encenam a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo, foram a comunidade Santana do Rio Capim, as Margens do Rio Capim para prestigiar a encenação da Via Sacra.
Fotos: Eduano Santos
 O espetáculo encenado, conta com a participação de membros de diferentes movimentos e pastorais como Pastoral da Juventude, Pastoral Familiar, Terço dos Homens, entre outros, que junto aos moradores onde se é encenado o espetáculo também participam, inclusive na montagem dos cenários.

Eduano Santos:  - Eu confesso que já havia visto falar do trabalho do grupo Yara Produções, mais ainda não tinha apreciado pessoalmente. Estou impressionado com o trabalho deles, o espetáculo é muito emocionante por uma razão muito simples e própria deles. Uma pelo fato de usar a arte como instrumento de evangelização, e de certa forma consegue desenvolver um trabalho muito bonito sobretudo com a juventude; depois também consegue envolver a comunidade, seja no simples fato de ceder a frente de suas casas como cenários para a encenação das estações, a iluminação improvisada pelos moradores com lanternas, o que torna mais emocionante vivenciar toda emoção expressada pelos atores, que acaba sendo propagada por todos que acompanha a procissão.
Já assisti outros espetáculos da paixão morte e ressurreição de Jesus Cristo. Mais sentir essa energia que não tem como se explicar, mais que sabe-se que vem desse contato direto com comunidades isso eu não tenho dúvida, essa foi uma experiência única.